top of page

Psicogerontologia, o olhar sobre a fragilidade e o envelhecimento saudável.

Atualizado: 21 de dez. de 2023



"Por que não olhar para esses anos de vida como uma continuidade ou inovação de papéis na sociedade, um outro estágio no crescimento e desenvolvimento pessoal ou mesmo espiritual?"

Betty Friedan Tendemos a ver o envelhecimento como algo ligado à uma determinada fase da vida, mas, em termos de desenvolvimento, o envelhecimento começa desde que nascemos. Envelhecer é um processo biopsicossocial e, como tal, implica em mudanças em três importantes esferas da vida do ser humano. Existe uma área da Psicologia que de dedica ao estudo e desenvolvimento do idoso, chamada Psicogerontologia, objetivando prevenção, desenvolvimento de competências e o acompanhamento de mudanças relativas a esse momento da vida considerando momento histórico, a cultura, a economia e outras variáveis. Por exemplo, no Japão idade avançada é um sinal de respeito e prestígio enquanto que em outras culturas o envelhecimento pode ser visto como indesejável e assistimos uma busca patológica de evitá-lo ou negá-lo. Destaco ainda o olhar para a fragilidade levantado pela autora e pesquisadora da UNICAMP, Anita Liberalesso Neri¹, onde "a fragilidade é uma das expressões da qualidade de vida de indivíduos e populações idosas", sendo mais vulneráveis a desfechos adversos da saúde (por exemplo, incapacidades, hospitalizações e morte). O envelhecimento pode ser patológico ligado à inatividade, afastamento social, depressão, isolamento, institucionalização e etc., mas também pode, como postulado por Baltes e citado na mesma pesquisa, basear-se no modelo SOC (seleção, otimização e compensação). Nessa proposta, observa-se basicamente o caminho da adaptação, onde idosos selecionam tarefas nas quais têm melhor desempenho, aperfeiçoando-se nas habilidades preservadas e compensando as comprometidas.

O envelhecimento saudável ou "bem sucedido" é multifatorial e passa pelo autoconhecimento, criatividade, fatores adaptativos, genéticos e o estilo de vida de cada um.

A mudança e a transformação da vida é inevitável, mas o apoio da família, amigos e a capacidade de reorganizar-se são fundamentais no papel da tarefa psicossocial desse estágio da vida. E você, como lida com o envelhecimento e como imagina/vive a velhice?



¹Dados de estudo organizados em "Fragilidade e Qualidade de vida na velhice", de Anita Liberalesso Neri



65 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page